Linha do Tempo

2003 A 2018 – DEPUTADO FEDERAL

Foco do tópico na linha

2016_04_17 Carlos Sampaio declara voto na sessão do impeachment - Foto Alexssandro Loyola– Em setembro de 2015, lançou, ao lado de outros parlamentares, o Movimento Suprapartidário Pró-Impeachment, em defesa do afastamento da presidente Dilma.
– Articulou na Câmara a apresentação, em outubro de 2015, do pedido de impeachment de Dilma assinado pelos juristas Miguel Reale Jr., Hélio Bicudo e Janaína Paschoal.
– Em abril de 2016, votou a favor do impeachment na Câmara. O afastamento da presidente foi aprovado por 367 votos contra 137 e sete abstenções.
– Em maio de 2016, foi apontado pelo Instituto Atlas Político, coordenado por professores da Universidade de Harvard, como o melhor deputado federal do Estado de São Paulo e o terceiro deputado federal com melhor desempenho do país.

Foco do tópico na linha

Foi sub-Relator da CPMI do “Mensalão”

– Foi sub-Relator da CPMI do “Mensalão”: Denunciou 40 autoridades no escândalo do mensalão, sendo que dentre eles estavam parlamentares, um ministro do PT e o ex-presidente do PT;

Foco do tópico na linha

 

Fim da PEC 37 foto do Alexssandro Loyola

– Foi sub-Relator da CPMI dos Sanguessugas: Pediu a cassação de 72 parlamentares envolvidos no desvio de dinheiro para aquisição de ambulâncias. Uma medida inédita no Congresso Nacional;

– Foi um dos 32 autores do projeto de lei da “Ficha Limpa”, tendo liderado o movimento de aprovação desta lei;

– Em 2013 foi eleito, por unanimidade, Líder da bancada de cinquenta deputados federais do PSDB, cabendo-lhe a coordenação dos trabalhos do maior partido de oposição no Congresso Nacional;

Foco do tópico na linha

Jornalistas

– Eleito, por jornalistas que cobrem o Congresso e pelo DIAP, como o oitavo parlamentar mais influente e respeitado do Congresso Nacional.

Foco do tópico na linha

Comissão Especial

– Como relator da Comissão Especial que propôs mudanças no ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, propôs que o período de internação dos adolescentes que pratiquem crimes graves seja ampliado de 3 para até 8 anos. Propôs também o aumento da pena para adultos que se utilizarem de adolescentes para a prática de crimes.

– Em Fevereiro de 2014 foi indicado Coordenador Jurídico Nacional do PSDB e da campanha do Senador Aécio Neves à Presidência da República.

Foco do tópico na linha

Carlos Sampaio na CPMI

Foi membro titular da CPMI da Petrobras, que investigou as denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro por uma “organização criminosa” que se instalou na estatal nos governos Lula e Dilma, do PT.

 

Apresentou, em 17 de dezembro de 2014, relatório paralelo ao oficial da CPMI, pedindo o indiciamento da presidente da estatal, Graça Foster, e de mais 59 pessoas mencionadas no escândalo de corrupção e lavagem de dinheiro na empresa pública e que seja investigada a responsabilidade civil da presidente Dilma Rousseff sobre as irregularidades.

 

 

Foi reeleito para o quarto mandato consecutivo na Câmara Federal, com 295.623 votos, a segunda maior votação do PSDB para o cargo em todo o país.

 

Em 2015, assumiu, pela segunda vez, a função de Líder da bancada de deputados federais do PSDB e foi eleito vice-presidente jurídico do PSDB Nacional.

 

Apresentou nove projetos de combate à corrupção, por sugestão do Ministério Público. Entre eles se destacam o que torna a corrupção crime hediondo, com agravamento da pena, e o que criminaliza a prática de “caixa 2″ de campanha.

 

Em setembro de 2015, lançou, ao lado de outros líderes da oposição na Câmara, o Movimento Suprapartidário Pró-impeachment da presidente Dilma e articulou a reapresentação de um pedido de impedimento da petista assinado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr.

1997 A 2002 – DEPUTADO ESTADUAL

Foco do tópico na linha

Comissão de Constituição e Justiça

– Como Presidente da Comissão de Constituição e Justiça – CCJ, encaminhou para a Justiça comum todos os processos que existiam contra deputados estaduais, num total de 110, pondo um fim à imunidade processual dos parlamentares autores de crimes;

– Como Presidente do Conselho de Ética, conduziu o processo de cassação do mandato do então deputado estadual Hanna Garib, que integrava a Máfia dos Fiscais em São Paulo.

1993 A 1996 – VEREADOR EM CAMPINAS

Foco do tópico na linha

Comissão Especial de Inquérito (CEI) do IPTU

– Foi Presidente da Comissão Especial de Inquérito (CEI) do IPTU, que denunciou o esquema de cancelamento fraudulento de débitos do IPTU;

– Foi o primeiro Secretário Municipal dos Assuntos de Segurança de Campinas e autor da lei que implantou a Guarda Municipal nesta cidade.